Segunda, 16 de Maio de 2022
29°

Poucas nuvens

Patos - PB

Nacional SEM IMUNIZAÇÃO

Na FAB, 1.880 militares assinaram termo para recusar vacina contra Covid

A FAB liberou o retorno de não vacinados ao trabalho presencial, mas com a condição de que os militares que não querem se imunizar assinassem o termo de recusa de vacinação.

18/01/2022 às 16h06
Por: Portal DNN Fonte: O Globo
Compartilhe:
A maioria do efetivo da Força optou por se proteger. (Foto: Reprodução)
A maioria do efetivo da Força optou por se proteger. (Foto: Reprodução)

Mais de 1.800 militares da Força Aérea Brasileira (FAB) estão em sintonia com o Presidente Bolsonaro quando o assunto é a vacinação contra Covid. Até o fim do ano passado, 1.880 membros da Força ignoraram a ciência e optaram por assinar um termo em que assumem a responsabilidade por não se imunizarem. 

A FAB liberou o retorno de não vacinados ao trabalho presencial, mas com a condição de que os militares que não querem se imunizar assinassem o termo de recusa de vacinação.

A maioria do efetivo da Força optou por se proteger. Dos 66.442 militares da ativa, 35.723 terminaram 2020 com as duas doses da vacina, 25.618 com a primeira dose e 775 com a dose única. A dose de reforço foi aplicada em 544 militares da FAB. Os dados foram obtidos pela coluna em 23 de dezembro, por meio da Lei de Acesso à Informação.

Em artigo publicado no seu site, a FAB informou que 93% do efetivo terminou 2020 com a primeira dose do imunizante e 65% com duas doses ou vacinas de dose única. A publicação diz ainda que 13.658 militares da ativa da Força contraíram a Covid, o que representa cerca de 20% do efetivo total da Aeronáutica. 

Em outubro, a coluna revelou que militares da FAB receberam a opção de voltar ao trabalho presencial sem se vacinarem. A condição foi assinar o termo de recusa à imunização. No documento, o militar preenche seu nome e dados pessoais com a seguinte mensagem: “declaro para os devidos fins que me recuso a ser vacinado contra a Covid-19, mesmo sendo encaminhado para a vacinação pela minha Organização Militar e orientado quanto à importância da vacinação para a imunização e proteção da minha saúde, estando ciente ainda que a falta de imunização, neste caso, não importará em não exercício das minhas atividades profissionais habituais”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Patos - PB Atualizado às 18h49 - Fonte: ClimaTempo
29°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 34°

Ter 32°C 21°C
Qua 34°C 20°C
Qui 32°C 20°C
Sex 32°C 21°C
Sáb 33°C 20°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias